domingo, 26 de abril de 2009

Menstruação e Tenda da Lua




A Tenda da Lua é o lugar da mulher. É lá que as mulheres se reúnem durante seu período menstrual para ficarem juntas e se sentirem em sintonia com as mudanças ocorridas em seus corpos.[...]

Em muitas tradições antigas o tempo da Lua é considerado um tempo sagrado da mulher, durante o qual ela é honrada como sendo a mãe da energia criativa.Durante esse ciclo , ela deve liberar-se das energias antigas que seu corpo vinha carregando e preparar-se para a religação com a fertilidade da Mãe Terra, da qual será portadora durante a próxima Lua ou o próximo mês.Nossos ancestrais sabiam o quanto era importante permitir que cada mulher pudesse se aprofundar em seu espaço sagrado durante esse momento de religação, pois as mulheres eram portadoras da abundancia e da fertilidade.As mulheres eram mães; davam continuação à Tribo tendo filhos, traziam fertilidade às lavouras graças à sua conexão com a Mãe Terra e abrigavam os sonhos da Nação em seus ventres até que esses sonhos se tornassem realidade.Durante a sua Lua, elas eram estéreis e não podiam conceber, esse era seu período e descanço.

Ninguém impedia que uma mulher fizesse seu retiro durante o Tempo da Lua.Impedir seria um gesto perigoso da parte e qualquer membro da tribo.Insistir em quem uma mulher continuasse a cumprir com tarefas ou deveres familiares equivalia a interromper o seu ciclo de religação com a Terra.

Dentro da tradição nativa cada estagio de crescimento de uma mulher é explicado às meninas que estão estão em fase de crescimento.O ensinamento começa antes do primeiro fluxo menstrual e é marcado pelos ritos de passagem. Cada mulher da tribo tem a honra de se tornar parte da energia criativa.cada uma delas deve aprender a reconhecer o Ciclo da Lua à medida que vai sendo preparada para se tornar uma tecelã das marés,à semelhança da sua Avó Lua.cada uma aprende a respeitar o corpo e as próprias necessidades. A cada menina é transmitido o conhecimento do que significa ser mulher, à medida que ela vai sendo preparada para assumir seu papel entre as outras mulheres da tribo.Nesta fase de aprendizado incluem-se as tarefas normais de mulher e esposa, além do artesanato, do desenvolvimento da criatividade, do uso da intuição e do desenvolvimento de qualquer dom e habilidade pessoal.temos ainda o conhecimento da cerimônias e de rituais, a ajuda no nascimentos de bebês, além da utilização dos seus dons de cura e de seus totens pessoais.

Durante seu Tempo de Lua as mulheres não tinham permissão de preparar comida, dançar, participar de cerimônias ou partilhar qualquer atividade vital com os homens.muita gente hoje costuma interpretar erradamente este costume. Essa tradição teve inicio porque as mulheres precisavam se reabastecer de energia durante o seu período estéril.Considere o alivio que um retiro destes poderia proporcionar a uma mulher moderna e também à sua família, que é obrigada a conviver mensalmente com suas mudanças de temperamento.Considerava-se um direito da mulher retirar-se para receber alimentação e os cuidados da Mãe Terra, assim como ela própria tinha cumprido com suas responsabilidade de cuidar bem dos outros durante o resto do mês.

Para que velhas feridas cicatrizem de maneira eficaz e criativa, está na hora de as mulheres utilizarem a idéia da tenda da Lua e se refugiarem da santidade da fraternidade.As mulheres precisam aprender a amar, a compreender e , desta forma, curar umas às outras.Recolher-se e assmilar os sentimentos que as experiências da vida criam é muito saudável.


Trecho do livro As Cartas do Caminho Sagrado de Jamie Sans

4 comentários:

Green Womyn disse...

Estamos todas conectadas à Segunda Vermelha!!! Viva!!!!!

Quiçá um dia possamos ter novamente esta situação: "Nossos ancestrais sabiam o quanto era importante permitir que cada mulher pudesse se aprofundar em seu espaço sagrado durante esse momento de religação".

Sabrina Alves disse...

Um super ahowww....no sue coração hermana....estamos conectadas amadaaaaa.......
Façamoss uma grande celebração!!! VAMOS CURAR....VAMOS AMARR...SEJAMOS FIÈS A NOSSAS ALMAS RUBRAS NO PODER DO AQUI E AGORA....

Besitos

Sabrina Alves
www.cladosciclossagrados.com

Inês disse...

Tem um livro maravilhoso chamado A Tenda Vermelha, falando das mulheres da Bíblia nesse contexto. Você ia adorar.

Iony disse...

Dani, Sabrina, sempre estaremos conectadas, estamos vibrando na mesma sintonia lembram?

Ines, putz...sempre ouvi falar desse livro ma snão conheço alguem que ja o tenha lido! Vc e Dani acabaram me ancorajando, vou coloca-lo na lista dos que quero comprar!!! Viva!!!