terça-feira, 24 de novembro de 2009

O cinturão de Isis

Cinturão de Isis - A intimidade da mulher egípcia
"Foram os egípcios que inventaram o absorvente íntimo. Eles tinham uma profunda noção de higiene corporal, freqüentemente satirizada por outros povos, sobretudo os gregos.

O chamado tjet ou "cinturão de Ísis" foi o primeiro absorvente. Quando a menina recebia um, ela era autorizada a usar vestidos e túnicas e poderia escolher um marido, pois crianças egípcias andavam nuas o tempo todo. Quando uma filha de faraó "amarrava o cinturão" (que era o termo usado para significar a entrada na vida adulta) era motivo para muita festa, matavam-se muitos bois, e se fazia um grande banquete, com distribuição de comida, cerveja e presentes para o povo. Ela saía do kep, o berçário real, para ir morar no kheneret, que era o alojamento feminino, e sua ama-de-leite era aposentada como uma régia pensão. Como símbolo, o cinturão de Ísis era um amuleto poderoso, que representava a magia feminina."Observação: O objeto só era metálico ou de pedra quando na forma de amuleto. O objeto original era mesmo uma cinta de linho.

Cinturão de Ísis na forma de amuleto com o nome de Tutmés IV: IMAGEM

Tyet, Tjet, Tiet Tet

Texto retirado do Papiro de Ani:

"The blood of Isis, the spells of Isis, the magical words of Isis shall keep this great (or shining) one strong, and shall protect him from whosoever would harm him\do to him such things as he abominateth."

"O sangue de Isis, o encanto de Isis, as palavras mágicas de Isis se mantém grandiosas (ou brilhantes) e fortes, e protege aquele que o usa de todas as coisas que lhe são abomináveis". imagem do Tjet

Informações retiradas da comunidade no Orkut:Isis, Aset: a Deusa

Nenhum comentário: