quinta-feira, 17 de junho de 2010

Mulheres...Lobas...


"Os lobos saudáveis e as mulheres saudáveis têm certas características psíquicas em comum: percepção aguçada, espírito brincalhão e uma elevada capacidade para a devoção. Os lobos e as mulheres são gregários por natureza, curiosos, dotados de grande resistência e força. São profundamente intuitivos e têm grande preocupação para com seus filhotes, seu parceiro e sua matilha. Tem experiência em se adaptar a circunstâncias em constante mutação. Têm uma determinação feroz e extrema coragem."



"A Mulher Selvagem é a saúde para todas as mulheres. Sem ela, a psicologia feminina não faz sentido. Essa mulher não-domesticada é o protótipo de mulher... não importa a cultura, a época, a política, ela é sempre a mesma. Seus ciclos mudam, suas representações simbólicas mudam, mas na sua essência ela não muda. Ela é o que é; e é um ser inteiro.

Ela abre canais através das mulheres. Se elas estiverem reprimidas, ela luta para erguê-las. Se elas forem livres, ela é livre. Felizmente, por mais que seja humilhada, ela sempre volta à posição natural. Por mais que seja proibida, silenciada, podada, enfraquecida, torturada, rotulada de perigosa, louca e de outros depreciativos, ela volta à superfície nas mulheres, de tal forma que mesmo a mulher mais tranqüila, mais contida, guarda um canto secreto para a Mulher Selvagem. Mesmo a mulher mais reprimida tem uma vida secreta, com pensamentos e sentimentos ocultos que são exuberantes e selvagens, ou seja, naturais."

"Uma mulher saudável assemelha-se muito a um lobo; robusta, plena, com grande força vital, que dá a vida, que tem consciência do seu território, engenhosa, leal, que gosta de perambular. Entretanto, a separação da natureza selvagem faz com que a personalidade da mulher se torne mesquinha, parca, fantasmagórica, espectral. Não fomos feitas para ser franzinas, de cabelos frágeis, incapazes de saltar, de perseguir, de parir, de criar uma vida. Quando as vidas das mulheres estão em estase, tédio, já está na hora de a mulher selvática aflorar."


Clarissa Pinkolas Estes no livro Mulheres que Correm com Lobos

3 comentários:

S. Thot disse...

A Mulher Lobo precisa de um Homem Lobo como parceiro ou ela é em si auto suficiente?

Se não for, ela estará preparada para ter alguém ao seu lado em igualdade de condições?

Iony disse...

Os lobos alfa estao em pé de igualdade na alcateia.Mas em questões humanas acho que o arquetipo da Loba tem mais a ver com a auto gestãod e vida,saca? O libertar o lado selvagem para se alcançar a plenitude. Então eu acho que ela no minimo quer um homem que compreenda e aceite essa caracteristica.

Bjos e obrigada pela visita!

Filhote de Lua disse...

uma mulher loba compreende que ter um homem ou não não é o que vai faze-la feliz. Sendo assim, ela não precisa de um homem como ela, mas simplesmente estar entre homens e mulheres que a aceitem como é, e que ela vai aceitar como são. Parceiros e amigos.

Afinal, existem cães lobos, coy-dogs e todo tipo de mestiçagem bizarra pq os canídeos adoram uma mistura. =)