terça-feira, 6 de julho de 2010

Pedaços pelo caminho

Esta alma lupina que insiste em viver no meu pito, gosta desses tempos de frio e recolhimento. É quando o lobo sai para caçar.É quando eu me sinto mais plena.E avida girou nesses ultimos 6 meses me levando a encarar a fera olhos nos olhos. E o que eu percebi foi uma mulher muito mais interessante e segura. Realmente esse ano de 2010 está sendo benefico a mim.

Descartei algumas coisas que antes eram importantes e agora não têm mais porque de ser. Há situações ou pessoas que passam por nossas vidas, cumprem seu papel e fim. Mais que isso é conviver com cadáveres. E tudo bem, não desejo mal.Só não quero mais. Sem traumas, sem desespero, sem nada. Só um ponto final,um sorriso, um aceno e votos de felicidades.

Por outro lado retomei coisas de minha vida que ficaram lá atras, sentadas a beira do caminho. E como não se pode fugir daquilo que se é, volto a acoplar parte daquela que fui e sabe-se lá porque perdeu-se de mim.E tudo bem também, a adaptação não está sofrivel e agora sim, eu posso realizar determinadas coisas que foram abandonadas por falta de maturidade e sensibildiade. E vamos lá percorrer os caminhos abandonados, limpar o mofo , recolher as folhar mortas, adubar o solo e plantar as semente que foram guardadas.Sem culpas e ressentimentos e com muito prazer ao fazer e retomar.

A vida é um eterno refazer de si mesmo, guardar projetos para a hora certa e se conseguimos voltar para aquilo é porque era pra ser, se não...inventemos outros caminhos e sigamos sempre em frente.

4 comentários:

Maria Alessandra disse...

Eu entendo, amiga, entendo mesmo...

raytodelua disse...

Lindo este texto... parabéns!

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...he
llegado
hasta
ti
ALMA RUBRA
con
la
ilusion
llena
luz,
pasion
y
sangre
del
viento
hecho
rosa
en
tu
piel...




DESDE HORAS ROTAS

TE SIGO


CON AFECTO , SALUDOS :







J.R.S.

Anne Alice Amélie disse...

Nossa! Vc escreveu EXATAMENTE o q está acontecendo comigo!!
Força p/ nós p/ continuarmos nessa busca incessante a felicidade e ao autoconhecimento!