quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A Voz



Ouço a sua voz no vento
E ouço-a chamar meu nome…
"Ouça, minha criança!" Você diz para mim,
Eu sou a voz de sua história,
Não tema - venha, siga-me,
Responda meu convite e vou tornar você livre ".
Eu sou a voz do vento e da chuva torrencial,
Eu sou a voz de seu anseio e dor;
Eu sou a voz que sempre está chamando você,
Eu sou a voz - Eu persistirei
Eu sou a voz nos domínios em que o verão acabou,
A dança das folhas no Outono, quando os ventos sopram;
Posso dormir ao longo de todo o frio do Inverno;
Eu sou a força que na primavera vai crescer.
Eu sou a voz do passado que será sempre,
Pleno em meu sofrimento e com meu sangue em meus campos
Eu sou a voz do futuro…
Traga-me a sua paz, traga a sua paz, e as minhas feridas irão cicatrizar
Eu sou a voz do vento e da chuva torrencial,
Eu sou a voz do seu anseio e da dor;
Eu sou a voz que sempre está chamando você,
Eu sou a voz
Eu sou a voz no passado que será sempre
Eu sou a voz de fome e dor;
Eu sou a voz do futuro…
Eu sou a voz…

Nenhum comentário: