quinta-feira, 5 de junho de 2014

Lótus

Lótus que extrai sua beleza e força do escuro da lama.


Aos poucos voltamos para nós.Aos poucos as coisas vão tomando forma,uma nova forma.Aos poucos percebo que existe um coração pulsante dentro do meu peito e ele vibra por amor.E aos poucos esse amor se espalha e me alcança.Não basta amar o outro,preciso amar a mim.Eu perdi e vou me perder mais vezes ao longo da vida. Precisamos nos perder para  nos encontrar,já diz o clichê. E o que é a vida senão um emaranhado de clichês?

É de meu temperamento “olhar para o chão”. Eu sou terra e terra te deixa muito enraizado,muito denso,muito duro. Eu preciso de água e ar nesse momento. A bruxa clama,ela grita por água e ar. Agua é copas,ar é espada,ambos formam um casamento. Talvez eu precise realizar um casamento dentro de mim.A união entre a Mãe e a Mulher , deixar fluir esse amor por ambas.Não que eu tenha problemas com essas fases separadas... o grande problema é uni-las e definitivamente ser Uma.


É difícil ser tanta terra, às vezes a sensação é de que a terra secou.Mas o inverno finda e a primavera sempre volta.


5 comentários:

Green Womyn disse...

Por aqui, amiga, o difícil é ser tanto ar. A gente vive sempre tentando achar o equilíbrio, não? Beijos e sigamos em nossa busca interior!

Cassia disse...

qual seu ascendente e lua? quando tenho esses problemas, eu tento dar um pouco mais de atenção aos signos que podem me ser mais uteis, digamos. assim também os deuses e seus representativos. conheço uns exercícios de elementos, se quiser eu te passo. beijos!

Cassia disse...

eu ando com excesso de ar, by the way, rsssss

Iony disse...

Cassia,meu ascendente capricornio e minha lua é virgem.Tá bom pra vc? kkkk

Iony disse...

Cassia,meu ascendente capricornio e minha lua é virgem.Tá bom pra vc? kkkk